EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

JETER REINERT SOBRINHO - ANALISANDO .jpg
Analisando
Por Jeter Reinert Sobrinho

QUE VENHA A REFORMA

08 Fevereiro 2019 13:44:13


Estimativas dão conta de que o Governo tem 75% de chance de aprovar a reforma da Previdência. Caso aconteça, país verá entrada robusta de investimentos externos.

Empresários e economistas que participaram do Fórum Econômico de Davos, na Suíça, disseram que poderemos receber mais de 100 bilhões de dólares em investimentos caso a reforma seja aprovada nos próximos meses, repetindo o valor de 2014 quando chegou aos 101 bilhões. Ano passado foram 85 bilhões de dólares, ante 75 bilhões nos anos imediatamente anteriores.

Valor ajudará a impulsionar a economia e poderá fazer o valor da moeda americana cair abaixo de R$ 3,50, estimam analistas.

EM BUSCA DO

FORO PRIVILEGIADO

Briga de Renan Calheiros pelo cargo de presidente do Senado não foi somente pelo posto em si. Além da disputa pelo poder, estava em jogo a possibilidade de interferir no andamento no Congresso do projeto anticorrupção e anticrime organizado apresentado por Sergio Moro para governadores e secretários estaduais de Segurança.

Foco principal era "melar" o projeto de Moro e a Lava- Jato.

Além disso, na condição de presidente do Congresso teria seus 14 inquéritos em tramitação no STF retirado do âmbito da 2ª Turma, nesse momento desfavorável aos indiciados, e enviada ao Plenário, o que lhe daria alguma possibilidade de folego.

Com a perda na disputa e, consequentemente, vendo esvaziada sua liderança, expectativa é de que a tramitação das investigações ande a partir de agora, levando, quem sabe, a um pedido de prisão em futuro próximo.

MORO E O CRIME

Pacote anticorrupção e crime organizado apresentado por Moro não surpreende ao demonstrar o preparo do atual ministro da Justiça. Pessoa certa no lugar certo Moro dá credibilidade ao Governo em sua demonstrada disposição de combate à corrupção. Preparo do ex-magistrado coloca o Governo e o Ministério em outro patamar no combate a essas duas pragas que assolam o país.

Comparado com os ministros da Justiça dos governos petistas, deixa uma rasteira de vantagem impressionante.

Tarso Genro, ministro de Lula, destacou-se pela deportação e prisão de atletas cubanos e pela proteção ao criminoso Cesare Battisti. Marcio Tomaz Bastos teve foco na criação e defesa do eufemismo "recurso não contabilizado" para justificar o uso de dinheiro sujo nas campanhas petistas em caixa 2 e José Eduardo Cardoso só descobriu que nossos presídios são "masmorras medievais" depois que seus colegas petistas passaram a frequentá-las.

Pacote de Moro, "de per si", não solucionará nossos graves problemas de segurança, mas, por certo, é o pontapé inicial ao "Plano Real da Segurança" apregoado por ele e que quer colocar um ponto de inflexão na acentuada curva da insegurança que atormenta a vida do brasileiro.

NAS COSTAS

Índice de Performance Econômica das regiões de SC, criado pela Facisc, aponta crescimento de 8,07% na economia catarinense no período compreendido entre janeiro e setembro de 2018 em comparação com o ano anterior. Desempenho catarinense foi puxado pelo crescimento econômico do Vale do Itajaí, na ordem de 11,86%, ante crescimento pífio e até retração de outras regiões. Levamos o estado "nas costas" e continuamos sendo destino pouco procurado pelos investimentos estaduais e federais. Temos que exigir, e não mais pedir, presença do estado e da União dada nossa importância econômica nos contextos estadual e nacional.





jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png