EDITORIAS

ASSINE

ANUNCIE

Evandro.JPG
Bastidores
Por Evandro Loes

Bastidores

PSDB organiza "time" feminino e tem Tutti pré-candidato a prefeito 

TIMBÓ - O PSDB de Timbó pretende inovar nas eleições municipais deste ano, apresentando uma lista de candidatos a vereador com a maioria de nomes do sexo feminino. São pelo menos 10 mulheres que já se comprometeram a disputar as eleições proporcionais, o que seria inédito se confirmar nas convenções que definirão os candidatos.

Para a majoritária, os tucanos já tem o nome do vereador Guilherme Voigt Junior como pré-candidato a prefeito, mas continua aberto a outros nomes de filiados que queiram disputar a vaga de prefeito ou vice.

Em visita ao JMV, esta semana, o presidente do PSDB de Timbó, Jaime Bitencourt, o vereador e líder do partido na Câmara, Guilherme Voigt Junior e o tesoureiro, Sido Gessner Junior, enfatizaram que o PSDB está se organizando e vai participar das eleições de forma ativa.

"Estamos filiando lideranças novas e temos bons quadros para oferecer à comunidade", disse Jaime. Ele explicou que este ano não haverá coligação para vereador e cada partido poderá apresentar até 14 nomes para a disputa, sendo que 30% tem que ser da ala feminina. "O PSDB vai inovar e terá mais mulheres do que homens para a campanha a vereador", destacou Jaime.

O empresário Sido Gessner Junior, tesoureiro do partido, disse que este ano o desafio será bancar a campanha com doações apenas de pessoas físicas, pois está proibida a contribuição por empresas. "Isso tem um lado muito positivo, pois vai envolver as pessoas que querem contribuir, dentro dos limites legais, mas sem esperar algo em troca depois", disse.

Paralelamente à organização da nominata para as eleições, o partido está discutindo políticas pública que pretende apresentar em seu programa de governo.

Tutti a prefeito 

O pré-candidato a prefeito, Guilherme Voigt Junior, o Tutti, disse que colocou o nome à disposição, pois entende que em seus três mandatos de vereador e recente presidência da Câmara, lhe deu bagagem para entender o funcionamento da administração pública e as demandas da comunidade.  

"Evidente que se o partido achar viável uma composição com outras siglas na majoritária, estaremos abertos ao diálogo, para somar forças em favor de um projeto que seja o melhor para Timbó", disse Tutti.


Paulinha é a líder de Moisés na AL

FLORIANÓPOLIS - A deputada Estadual Ana Paula da Silva, a Paulinha (PDT), assumiu a liderança do governo Carlos Moisés (PSL) na Assembleia Legislativa. A indicação causou polêmica nos partidos de Paulinha (esquerda) e do governador (direita), mas os dois políticos assumiram a boa relação independente das ideologias.

Chamou a atenção o fato do governador ter em seu partido seis deputados estaduais e o partido de Paulinha fazer oposição a Moisés. Esta semana, o PDT emitiu Nota exigindo que a deputada não assumisse o cargo, mas ela decidiu aceitar a indicação.

Com a indicação de Paulinha, o governador Moisés diversifica sua base parlamentar, passando por partidos de direita, centro e esquerda. Partidários do PSL mais à direita estão em polvorosa e não economizam críticas a Moisés pela associação do governo com uma representante da esquerda. Moisés não está nem aí.


Jean diz que PSL e MDB estão certos

TIMBÓ - O pré-candidato do PSL de Timbó a prefeito, Jean Schütz, reafirmou, esta semana, que a união entre seu partido e o MDB está definida e só vai aguardar as convenções municipais, em junho, para ratificar a aliança. Isso não significa que as duas siglas não estejam abertas a composições e conversas que estão sendo realizadas nos bastidores. Se a configuração atual ficar intacta, o PSL indicará Jean para prefeito e o MDB indicará o nome para vice. Ainda não há definição por parte do MDB com relação a nomes.

Jean disse que o PSL e o MDB darão sequência, nos próximos meses, a um trabalho que já vinha sendo feito pelo seu partido, que se reunia em bairros da cidade com a comunidade. "Fizemos diversas reuniões comunitárias e daremos sequência antes e durante a campanha. Nossa meta é ouvir a comunidade e formatar um plano de governo para o município. Estamos confiantes que podemos ser uma alternativa viável, pois ambos os partidos possuem pessoas experientes no serviço público", ressaltou Jean.

O pré-candidato a prefeito revelou que o PSL já tem 16 nomes para disputar cadeiras na Câmara de Vereadores, sendo que seis são mulheres. "Estamos sentindo uma participação ativa da mulher nesta fase pré-eleitoral e sabemos que elas representam a maioria do eleitorado, além de ser grande força de trabalho e chefes de família. A mulher precisa ocupar seu espaço e definir as políticas públicas da cidade", defendeu Jean.

Jean disse que a campanha será ativa, com muitos debates e questionamentos, mas sem agressividade e com destaque para a apresentação de propostas para melhorar a cidade. "Todos queremos uma cidade cada vez melhor e é nessa linha que vamos trabalhar. Os debates serão importantes e serão enfatizados na campanha, mas sempre respeitando a ética e os demais postulantes", concluiu.


Jorge cria comitê para ampliar controle

TIMBÓ - O prefeito de Timbó, Jorge Krüger assinou, recentemente, o Decreto Nº 5516, que institui o Comitê Municipal de Compliance e Integridade, conhecido popularmente como Comitê Antissuborno, que visa evitar qualquer tipo de vantagem indevida nos órgãos públicos.

O projeto é realizado em parceria com o Sebrae e segue uma série de normas e procedimentos, que torna mais transparente as ações dos órgãos públicos. O projeto é baseado no sistema ISO 37001, uma normal internacional que ajuda organizações na implantação de sistemas de gestão contra qualquer tipo de suborno (SGAS). O prefeito Jorge Krüger revelou que Timbó é uma das primeiras cidades do Brasil a adotar este sistema e a comunidade será informada com mais detalhes sobre a dinâmica dos procedimentos.




Fabrício diz que concorre sem vereador

TIMBÓ - O vereador Fabrício Dalcastagné (MDB) disse, esta semana, que deve se filiar no partido Cidadanias, que já tem diretório formado no município. Sobre sua relação com o PODEMOS, que tem como líder o deputado Estadual Laércio Schuster Junior, Fabrício disse que não se sente abandonado, pois desde o início da sua relação política o ex-prefeito de Timbó deixou claro que não poderia assumir o compromisso de lançá-lo candidato a prefeito e sim que a situação seria vista no tempo oportuno.

Fabrício reconheceu que o grupo do PODEMOS tem suas razões em não indicá-lo na cabeça de chapa, pois ele fez oposição nos dois mandatos de Laércio e agora seria estranho tê-lo como candidato à sucessão do prefeito Jorge Krüger. Fabrício disse que Laércio e o PODEMOS tem a intenção de lançar uma chapa forte para a Câmara de Vereadores e isso poderia lhe beneficiar, caso o partido não lance chapa majoritária e ele esteja concorrendo pelo Cidadanias.

"Acredito que neste período em que decidi me juntar ao grupo do Laércio criamos uma relação de confiança e amizade, o que pode pender a meu favor caso eles não tenham candidato a prefeito", disse Fabrício. No Cidadanias Fabrício não teria candidatos a vereador.

Sobre a eventual candidatura do atual prefeito, Jorge Krüger (PP), à reeleição, Fabrício reconheceu que a administração tem muitos pontos positivos, mas algumas coisas ele não concorda e faria diferente. O vereador não gostou de atitudes populistas adotadas por Jorge ao pintar o meio fio no caso de um erro do Departamento de Trânsito, afirmando que este não seria seu estilo de governar. "O prefeito deveria ter determinado aos servidores a alteração do erro", disse, acrescentando que este fato o desanimou para uma eventual composição a vice na chapa de Jorge.

Sobre seu partido, o MDB, Fabrício disse que sofreu discriminação por "ser financeiramente pobre". "Se eu fosse uma pessoa de posses, talvez teria tido outro tratamento no MDB", desabafou. Fabrício disse que tem segurança de que é hoje o nome com maior potencial eleitoral para enfrentar o prefeito Jorge Krüger e, mesmo que isso represente o encerramento de sua carreira política, "terei orgulho de ter sido candidato a prefeito de Timbó", concluiu Fabrício.


Timbó quer profissionalizar o turismo

TIMBÓ - A Prefeitura de Timbó e o Sebrae firmaram uma parceria para a criação de um grupo de trabalho, envolvendo diversos setores da comunidade, que irá discutir e elaborar um planejamento estratégico para o turismo na cidade. O trabalho envolve os setores públicos e privados e tem por objetivo fomentar as potencialidades e estimular investimentos privados, com a profissionalização do setor.

O município tem dado alguns passos nesse sentido, em parcerias regionais, como o Cicloturismo, mas outras ações foram feitas de forma municipal, como a criação de espaços públicos para eventos, espaços culturais e de lazer. No Parque Jardim Botânico, está em vias de implantação do Projeto Eco do Avencal, que terá acesso livre a estudantes, que poderão conhecer a fauna e a flora regional de outras regiões. No Jardim Botânico, também está em andamento a reforma do restaurante e a construção de 18 quiosques para uso da comunidade. Esta semana, o prefeito Jorge Krüger esteve no local das obras e destacou que o turismo será uma indústria que vai se desenvolver cada vez mais na região nos próximos anos.




jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png