EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

Evandro.JPG
Bastidores
Por Evandro Loes

Bastidores

Prefeito decreta Situação de Emergência e pede apoio à comunidade contra Covid-19

TIMBÓ - Um decreto do prefeito Jorge Krüger, assinado no final da tarde de ontem, dia 19 de março, determina que todo cidadão com suspeitas ou contaminação de coronavírus se submeta a obediência na realização de exames, quarentena, coleta de amostras e tratamentos, além da possibilidade de acesso, consentida ou forçada, de residências e estabelecimentos empresariais, a qualquer hora do dia ou da noite, para prestação de socorro e atendimento a pessoas com a Covid-19. O Decreto também estabelece que o servidor público tem a obrigação de cumprir as determinações que forem necessárias para combater a doença. 

Outra medida do Decreto é a possibilidade de compras de materiais, contratações de pessoal temporário e a utilização de espaços privados que sejam de interesse público em forma de empréstimo, para combater a doença. A medida é de caráter preventivo e só será amplamente usada se houver uma situação de extrema necessidade.

As medidas, que vem na sequência de outros decretos anteriores, visa prevenir a comunidade no combate à pandemia de coronavírus, que já infectou mais de 21 pessoas no estado e tem três casos suspeitos, ainda não confirmados, em Timbó. Outras 26 pessoas estão sendo monitoradas por terem tido contato com estrangeiros que passaram pelo município. Estas pessoas não são suspeitas, pois não apresentaram qualquer sintoma, mas estão sendo acompanhadas por prevenção.

Em live no Jornal do Médio Vale, pouco antes do Decreto, o prefeito Jorge Krüger e o secretário Alfredinho Berri, disseram que as medidas são duras, mas necessárias para isolar o coronavírus e identificar os focos de eventuais infectados. Jorge disse que a quarentena de sete dias pode ser prorrogada, mas ele próprio reconhece que a questão econômica preocupa o governo e durante este período serão discutidas alternativas para não causar prejuízos à economia municipal.


Saúde em risco

Jorge elogiou a equipe de profissionais da Saúde, composta pelos servidores municipais, sob a liderança do secretário Alfredinho Berri, médicos, enfermeiros e funcionários do Hospital e Maternidade Oase, que estão arriscando sua saúde e até suas vidas para atender a comunidade. O secretário Alfredinho Berri disse que as projeções são de que possam ser infectados no Brasil até 200 mil pessoas em quatro meses e a situação pode ser pior se não forem tomadas medidas de contenção.

Alfredinho disse que, apesar do coronavírus ter alto índice de cura, mais de 98%, todas as vidas são importantes e os estágios da doença deixam as pessoas com problemas respiratórios e mal-estar, impedindo-as de trabalhar e estar em convívio social. "O vírus tem uma propagação rápida de pessoa para pessoa e também no ambiente em que o infectado esteve momentos antes", disse.

Disse ainda que o sistema de Saúde do Brasil não tem condições de atender a todos se houver um grande número de contágios, que serão somados a outras doenças que já lotam os hospitais. "Este é o grande problema que precisa ser compreendido pela comunidade. É preciso estancar o vírus para que menos pessoas sejam infectadas", ressaltou.


UTI Neonatal em uso

O prefeito Jorge Krüger e o secretário Alfredinho Berri revelaram que a UTI Neonatal, que está concluída no Hospital Oase, com entrega prevista para abril, poderá ser usada para tratamentos de adultos caso a contaminação do coronavírus seja maior que o esperado na região. "Estamos adotando todas as medidas preventivas para atender a população e garantir que esta doença não faça os estragos que está fazendo em outros países", defendeu o prefeito Jorge Krüger. "Sabemos que na Itália demorou para que as pessoas percebessem a gravidade da situação e isso nos serve de exemplo".


Economia municipal

O prefeito Jorge Krüger disse que está preocupado com a economia do município e teme que as restrições ao funcionamento de empresas, impostas pelo governador Carlos Moisés, esta semana, possam resultar na perda de empregos e fechamento de empresas. "Estamos em permanente observação nesta questão, vamos buscar com os demais prefeitos e o Estado alternativas para que as pessoas possam trabalhar em segurança na Saúde", disse.

Jorge disse que a quarentena de uma semana é importante para que os eventuais focos da doença sejam identificados e novas estratégias de combate sejam realizadas.

Sobre o funcionamento de empresas, Jorge destacou que os supermercados, farmácias e empresas com entrega domiciliar, podem trabalhar normalmente. Supermercado e farmácia recebem os clientes, mas estão adotando medidas de evitar aglomerações. Já as empresas de delivery (com entrega domiciliar), também podem trabalhar. As agropecuárias e lojas de venda de produtos e remédios para animais também foram liberadas, mas tem uma situação especial de atendimento. As indústrias não estão proibidas de trabalhar, mas devem evitar movimentação de pessoas externas. Lojas podem trabalhar internamente, sem abrir para o público.


Adiamento do IPTU

Em decisão com a equipe de administração da Prefeitura, Jorge Krüger, determinou o adiamento do pagamento do IPTU, que estava previsto para cota à vista ou primeira parcela para o mês de abril. A medida vale para outras taxas municipais. A nova data será 14 de maio, sem prejuízo nos carnês já entregues. Jorge disse que a medida se alinha ao que já foi adotado pelos governos estadual e federal, que também adiaram o pagamento de impostos. O adiantamento do IPTU também foi destaque na Câmara de Vereadores, onde o vereador Haroldo Fiebes apresentou uma indicação ao prefeito para que fossem realizados estudos com o mesmo objetivo.


Estrutura no Oase

Em reunião com o diretor do Hospital Oase, Richard Chosecki e o diretor clínico do Hospital, doutor Paolo Piermarini, o prefeito Jorge Krüger e o secretário Alfredinho Berri delinearam ações conjuntas para o encaminhamento dos pacientes que tiverem suspeita de coronavírus ou sejam encaminhados ao Hospital para tratamento. A decisão é que os casos que envolvem Covid-19 serão acessados ao Hospital por outra entrada, evitando passar pelos locais onde estão os pacientes de outros tratamentos no Pronto-Socorro.


Merenda escolar

Outra medida anunciada pelo prefeito Jorge Krüger, foi a destinação de parte da merenda escolar de produtos perecíveis para doação a famílias de estudantes com dificuldades financeiras. O secretário de Educação, Alfroh Postai já determinou às direções de escolas a identificação das famílias que receberão os mantimentos. As escolas foram fechadas pelo período de 30 dias, seguindo a mesma orientação da rede estadual. "Tomamos esta decisão para não deixar os alimentos estragar e ajudas as famílias que mais precisam", disse o prefeito.




jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png