EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

Déficit na Previdência em Timbó

10 Maio 2019 14:24:00

TIMBÓ - O vereador Fabrício Dalcastagné (MDB) manifestou, esta semana, preocupação sobre a solvência do Fundo de Previdência dos Servidores Públicos Municipal de Timbó (Funprev), que estaria com um déficit mensal em torno de R$ 170 mil em relação às contribuições ativas de servidores. As informações foram dadas aos vereadores pelo presidente do Fundo, Osmair Castilho, que esteve na Câmara para falar sobre o assunto. Fabrício disse que a situação é preocupante, pois tem muitos servidores que ainda vão se aposentar e a tendência é que os novos contribuintes não supram os desembolsos. Segundo informações do presidente do Funprev, atualmente a Previdência é coberta com as arrecadações e o saldo de déficit é coberto graças a aplicações financeiras, realizadas em períodos em que o sistema era superavitário. Fabrício alertou que será necessário discutir a situação para não se criar uma situação de insolvência num futuro próximo.


Laércio critica cortes na Educação

FLORIANÓPOLIS - O deputado Estadual e 1° secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Laércio Schuster, criticou no dia 8 de maio, durante pronunciamento na Tribuna, os cortes que vêm sendo promovidos pelo Governo Federal na Educação. "O que me traz a esta Tribuna é um sentimento de indignação", disse Laércio, referindo-se aos R$ 2,2 bilhões cortados das universidades federais e R$ 2,4 bilhões da Educação Básica.

O deputado lembrou que a Educação vem perdendo recursos há vários anos. De acordo com dados oficiais, de 2014 a 2018 os investimentos em Educação no Brasil caíram 56%, passando de R$ 11,3 bilhões para R$ 4,9 bilhões. "O que se espera é que o atual Governo Federal, que se elegeu no ano passado com a confiança e a esperança dos brasileiros, promova de forma verdadeira uma nova política", disse Laércio. "Não é cortando em uma área tão essencial ao desenvolvimento social e econômico do país que isso vai acontecer".

Para Laércio, nada justifica o corte de 30% no orçamento das universidades federais. Um exemplo disso é a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que já teve bloqueados R$ 60 milhões pelo Ministério da Educação (MEC). O corte já está comprometendo, por exemplo, as pesquisas em Saúde e Agricultura.

O deputado afirmou ainda que os cortes devem acontecer nos privilégios, no desperdício do dinheiro público e nos maus investimentos. Citou o que foi realizado em Timbó quando foi prefeito (2009 a 2016). "Investimos muito em Educação, com obras de melhorias nas escolas, novas creches e salas de aula, capacitação de professores, investimentos em informática, novos ginásios, entre diversas outras ações", afirmou Laércio. "E o grande diferencial, que começou em minha gestão e tem continuidade hoje, foi a implantação da Escola em Tempo Integral. Por que tudo isso? Porque é assim que se demonstra que a Educação é prioridade".


Prefeito e secretário acompanham obras

TIMBÓ - O prefeito Jorge Krüger e o secretário de Planejamento, Moacyr Cristofolini Júnior, realizaram, esta semana, uma série de visitas a obras públicas, que estão sendo executadas por empresas contratadas pelo município. O objetivo é ver o andamento dos trabalhos e verificar a qualidade dos serviços realizados. Uma das obras visitadas foi os acessos à nova ponte que liga os bairros Dona Clara ao Martinho Stein. A ponte sobre o rio Benedito já está concluída e os acessos e rotatórias em execução. O prefeito Jorge chegou a carregar algumas peças de meio-fio de concreto, conferindo a qualidade dos materiais. Jorge tem elogiado a atuação do secretário Moacyr Cristofolini, que é engenheiro profissional e tem agilizado os processos de liberação de alvarás, beneficiando quem quer construir e gerar empregos.


Peninha comemora decretos sobre armas

BRASÍLIA - O deputado Federal, Rogério Mendonça Peninha (MDB), representante do Vale do Itajaí e um dos autores de um projeto de lei sobre mudanças no Estatuto do Desarmamento, comemorou, esta semana, a assinatura pelo presidente Jair Bolsonaro, do Decreto Presidencial Nº 9.785/2019, durante solenidade no Palácio do Planalto. O Decreto flexibilizou o porte de armas, ampliando a liberação de compra de munição e abriu o mercado para importações. Algumas profissões terão acesso facilitado à compra de armas, entre as quais jornalistas de cobertura policial, caminhoneiros, colecionadores, profissionais de segurança privado, moradores de áreas rurais e outros. O deputado Peninha ocupou uma posição de destaque ao lado do presidente Bolsonaro durante a assinatura do Decreto.





jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png