Protesto irônico inaugura BR 470

10 Outubro 2017 13:51:00

Promessas de 20 anos da duplicação da rodovia foram lembradas em ato simbólico

Greici Siezemel / JMV
Foto: FOTOS/JULIANA FREDA SANCHES

INDAIAL - As roupas pretas indicavam que não se tratava de uma inauguração e sim de um protesto, de uma manifestação de luto e indignação. Indignação pelas promessas não cumpridas pelo Governo Federal, pelo descaso com as obras da BR 470 e, principalmente, pelas vidas que já foram perdidas devido às más condições da rodovia. O ato simbólico aconteceu na manhã do dia 6, na sede da Associação Empresarial de Indaial (Acidi), e contou com a presença de entidades empresariais e de classe, políticos e população em geral. Teve foguetório, bolo comemorativo com sabor de abacaxi e até uma placa irônica da inauguração da BR. "É um descaso, é falta de consideração ao 5º Produto Interno Bruto (PIB) econômico do Brasil, o Estado tem uma pujança econômica e não tem retorno na parte tributária, isso é lastimável. É desta forma que vamos mostrar o nosso protesto, pois são 20 anos de promessas, cansamos disso", destaca Félix Theiss, coordenador Comitê Pró-Duplicação da BR 470. 

A data escolhida para a "inauguração" foi a mesma prevista inicialmente para o término das obras nos segmentos da rodovia entre Gaspar e Indaial: 6 de outubro de 2017. "A classe empresarial se sente muito desprestigiada, nós que somos os grandes fomentadores do comércio, da indústria e da geração dos tributos, não temos o retorno necessário. A BR 470 é uma promessa antiga e a gente sabe que ela é tão importante para a escoação das nossas mercadorias e também pela questão específica das vidas que são ceifadas diariamente na rodovia. É um descontentamento muito grande", lamenta Harrybert Howe Junior, Presidente da Acidi.



Descaso e mais descaso



Das obras previstas para o lote 3, localizado entre o km 44,87 que dá acesso a Gaspar e km 57,78, em Blumenau, pouco foi executado em quatro anos. Já no lote 4, que segue de Blumenau até o km 73,18, em Indaial, nada saiu do papel. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a abertura das frentes de trabalho nestes lotes depende de 762 desapropriações. Até o momento, nada foi desapropriado, inclusive o mutirão de conciliação previsto para este mês, entre o DNIT e os proprietários de imóveis, foi cancelado. A duplicação da BR 470/SC está dividida em quatro lotes, de Navegantes a Indaial. "Eu vejo a importância do dia de hoje, onde os poderes políticos, juntamente com a entidade civil, se unem em um movimento único, que é apartidário, que busca a finalização das obras da BR 470. Lembro-me que há cinco anos participei de um ato, onde se assinava a ordem de serviço para o início dessa obra e a gente vê o descaso, tanto do governo Dilma como do governo Temer, para com a nossa região. Inicia-se nesse momento um movimento importante que deve tomar corpo para que essa obra continue, finalize e saia do papel", lembra André Moser, prefeito de Indaial.

No ato simbólico, estava a menina Jeniffer Mafra Lottin, de seis anos. A menina nasceu no mesmo dia em que ex-presidente Dilma Rousseff esteve em Indaial e prometeu a obra na rodovia federal. Em 2002, o avô paterno dela, Enevaldo Lottin, morreu atropelado na 470. "A Jeniffer vai crescendo e tem outras famílias perdendo a vida na BR 470, mas ainda resta esperança", desabafa a mãe, Adriane Mafra.

Desde que Jeniffer nasceu, pelo menos 648 pessoas morreram em acidentes na rodovia federal, de 9 de junho de 2011 até 5 de outubro de 2017. De janeiro a 2 de outubro deste ano, 52 pessoas perderam a vida na BR 470. "São quase uma centena de mortes todos os anos que se repetem ao longo da 470, então é uma tragédia humana de proporções incalculáveis. Por outro lado, são prejuízos econômicos não só para o Vale do Itajaí, mas para todo o Estado, portanto é absolutamente imprescindível para que haja emprego, renda, oportunidades e expansão dos negócios. A BR 470 é a causa que une todos nós", observa Napoleão Bernardes Neto, prefeito de Blumenau.



Imagens

jmv sim
SOSDesaparecidos.fw.png
Anuncio-Vendas2-01-01.jpg
Logo_ JMV.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina