Prefeitura pode integrar Sociedade a complexo de cultura municipal

03 Outubro 2017 14:51:31

O prefeito Jorge Krüger está estudando uma proposta da Sociedade Recreativa e Cultural de Timbó, para integrar a área e benfeitorias do clube ao patrimônio cultural do município.

Evandro Loes/ JMV
Foto: FOTOS/EVANDRO LOES/JMV
Sociedade Recreativa e Cultural de Timbó, aos fundos, pode fazer parte ao Centro Integrado de Cultura (CIC)

TIMBÓ - O prefeito Jorge Krüger está estudando uma proposta da Sociedade Recreativa e Cultural de Timbó, para integrar a área e benfeitorias do clube ao patrimônio cultural do município. O interesse municipal na área é antigo e o prefeito já confirmou que sua administração pretende anexar a área da Sociedade, de forma emergencial, pois a entidade estaria propensa em se desfazer do imóvel e encerrar suas atividades. A alternativa é a venda para o setor privado e um grupo interessado quer demolir o patrimônio histórico para construir duas torres residenciais no local. 

A Sociedade Cultural foi fundada no início da década de 50 e o prédio já possui mais de 60 anos, sendo palco de muitas atividades sócio-culturais. Ali nasceu a Banda Municipal Professor João Müller, que até ser municipalizada, denominava-se Banda da Sociedade Recreativa e Cultural de Timbó. Também o Coral Leopoldo Kurtz pertencia à Sociedade e foi absorvido pela Prefeitura. Agora só falta o prédio, que serviria para completar o complexo cultural, aliado ao Centro Integrado de Cultura (CIC). O CIC contará com assentos em declive e estará limitado a eventos de teatro, projeção e de palco, mas a Sociedade completaria o conjunto com a possibilidade de eventos de salão.

O prefeito Jorge Krüger disse ao JMV que pretende negociar a aquisição da sociedade em termos amigáveis, mas não descarta a desapropriação, agora ou com a eventual comercialização com terceiros. "Sabemos que o CIC ainda precisa de recursos para ser concluído, mas esta questão da sociedade é emergencial e faremos o esforço necessário para preservar a história dos nossos antepassados e usá-la para promover a cultura de nossa cidade", comentou Jorge Krüger. A própria edificação marca um período histórico da cidade. O prefeito vem recebendo apoio de muitos ex-sócios da Cultural, que, mesmo não estando mais na sociedade, defendem a preservação da história.


jmv sim
SOSDesaparecidos.fw.png
Anuncio-Vendas2-01-01.jpg
Logo_ JMV.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina