EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

'Abra caminho para a vida'

27 Novembro 2018 15:01:21

Campanha visa conscientizar motoristas a darem passagem aos veículos de emergência

Bruna Laline Ramos / JMV
Foto: FOTO/DEYWISSON GONÇALVES


TIMBÓ - Os serviços de emergência buscam realizar seu trabalho com a máxima agilidade possível e, ainda assim, o tempo para quem aguarda pelo atendimento, parece ser uma eternidade, não é mesmo? Pois fique sabendo que o tempo gasto no deslocamento de uma ocorrência depende também dos outros motoristas que estão na rua e isso pode ser fundamental para garantir a vida de uma vítima ou então leva-la a óbito.

Diante dessa realidade e prezando pela vida das pessoas, o Corpo de Bombeiros Militar, Samu e SC Transplantes, se uniram para realizar a campanha "Abra caminho para a vida", visando conscientizar os motoristas de que os veículos de emergência têm sempre preferência. Para se ter ideia, somente em 2018 o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) já atendeu mais de 100 mil ocorrências de urgências e todas elas tiveram o tempo de deslocamento como algo imprescindível para o sucesso do atendimento.

Segundo o tenente Ian Triska, subchefe da Comunicação Social do CBMSC, quanto mais rápido for o atendimento, mais chances de sobrevida possui a vítima, ou menor a chance de sequelas. "É mais comum que as pessoas pensem apenas na ambulância como veículo de emergência, mas todos aqueles que estiverem identificados como tal, precisam ter preferência no trânsito, inclusive caminhões e aeronaves", explica.

Atualmente, o CBMSC conta com 435 viaturas de emergências ativas, sendo 184 ambulâncias (ASU), 113 caminhões ABTR, 34 caminhões tanque AT, 100 viaturas de resgate AR, além de quatro aeronaves.

Legislação

Além de bom senso, parte da população desconhece o fato de que existem penalizações para quem não abrir passagem para os veículos de emergência. O Código Brasileiro de Trânsito diz que "os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada quando em serviço de urgência".

Não dar a passagem para estes veículos é uma infração gravíssima, penalizada com multa de R$ 293,47 e aplicação de sete pontos na carteira de habilitação. E para aqueles motoristas que aproveitam a passagem dos veículos para desfrutar do caminho aberto, a infração é grave, com multa de R$ 195,23, com aplicação de cinco pontos na carteira. O código também indica que os pedestres, ao ouvirem os sinais sonoros, deverão aguardar na calçada, esperando para atravessar a via apenas após o veículo de emergência ter passado pelo local. 



Realidade de Timbó

Em Timbó, o Corpo de Bombeiros Militar da cidade também apoia a campanha "Abra caminho para a vida". Felizmente, as guarnições dizem não haver problemas graves quanto à passagem das viaturas em atendimento a ocorrências. De forma geral, destacaram a sensatez e empatia dos cidadãos timboenses, que costumeiramente abrem caminho.




jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png