EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

Combate à violência familiar

11 Dezembro 2018 16:01:16

Benedito Novo deu início ao projeto de prevenção aos casos de violência, principalmente contra idosos

Bruna Laline Ramos / JMV
Foto: FOTO/PMBN/DIVULGAÇÃO


BENEDITO NOVO - A Prefeitura de Benedito Novo, através da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, realizou na sexta-feira, dia 7, o lançamento de um projeto que tem como objetivo prevenir a violência no ambiente familiar. O evento, realizado na MEUC de Alto Benedito, foi marcado pela palestra ministrada pela advogada da OAB e integrante do Conselho Estadual do Idoso, Ariane Angioletti, que teve o objetivo sensibilizar sobre a violência no contexto familiar, com foco na pessoa idosa. 

Conforme informações da assistente social e coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Benedito Novo, Joelma Crista Sandri Bonetti, a palestra foi muito elogiada pelos presentes, principalmente por apresentar situações do cotidiano. Cerca de 50 profissionais que atuam na área da Saúde, Educação e demais órgãos que atendem os munícipes participaram do evento.

Durante a palestra, uma das questões abordadas foi o fato de que o cuidado oferecido aos idosos está relacionado com a educação. "Se os filhos foram educados pelos pais com violência, é provável que os filhos cuidarão de seus pais idosos também com violência e esse tratamento será normal para eles, sem nem mesmo perceberem que existe violência", explica a coordenadora do Creas.

Ainda de acordo com Joelma, o projeto "Saúde, Educação e Sociedade na Prevenção da Violência em Benedito Novo", lançado na sexta-feira, é positivo, porém, desafiador. "Precisaremos trabalhar questões como: violência no contexto familiar, legislação e violência, quais são os tipos de violência, bem como desenvolveremos estratégias de enfrentamento dessas situações de violência que ocorrem no município", explica.

A coordenadora ressalta que o projeto visa a prevenção da violência no ambiente familiar, com foco na pessoa idosa, e teve início em novembro deste ano, com previsão de seguir até novembro de 2019.

Conforme explica Joelma, o Creas é quem faz o atendimento específico à pessoas em situação de risco ou que já tenham sofrido algum tipo de violência e, devido ao aumento no número de atendimentos, que passou de 900 em 2017, para 2.100 até outubro de 2018, é que surgiu a ideia de se trabalhar esse tema no município.

"Com o trabalho que nós desenvolvemos, percebemos que as pessoas que mais vêm sofrendo violência são as mulheres e os idosos. Em relação aos tipos de violência contra os idosos, percebemos que a mais comum que acontece no município é a negligência, pois os filhos acabam constituindo suas vidas e esquecem que têm o dever e a obrigação de cuidar dos pais, conforme consta no Estatuto do Idosos. Ou seja, os filhos deixam de prestar o cuidado adequado aos idosos", explica.

Também são comuns os casos de violência psicológica, violência patrimonial e violência financeira, onde os idosos acabam sendo vítimas da disputa pela herança que ocorre entre seus próprios filhos ou parentes próximos.

Devido a todas essas situações constatadas pelo Creas, bem como o aumento no número de atendimentos, é que o município deu início a este projeto, visando prevenir a violência no ambiente familiar, em especial às pessoas idosas.





jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png