EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

Eleitos os conselheiros tutelares da região

Os novos profissionais assumem o mandado por quatro anos para atuarem em benefício dos direitos da criança e do adolescente

Amanda Bittencourt/JMV
Foto: PMI
Em Timbó a eleição aconteceu nas depedências da Escola de Ensino Fundamental Polidoro Santiago

TIMBÓ - Foram conhecidos os novos conselheiros tutelares de todo o Brasil no domingo, dia 6, ocasião em que foi realizada a eleição unificada para a escolha dos profissionais em mais de 5.559 municípios. Em Santa Catarina, 295 cidades elegeram cerca de 1500 novos representantes que irão atuar em benefício dos direitos da criança e do adolescente. A eleição deste ano contou com o uso de urnas eletrônicas em 119 municípios do estado. As demais 176 cidades utilizaram urnas de lona.

Timbó foi um dos municípios em que os eleitores puderam votar pelo processo eletrônico. A votação aconteceu na Escola de Ensino Fundamental Polidoro Santiago, localizada no bairro Imigrantes e a comunidade pôde escolher um representante dentre os 23 candidatos. No total, foram contabilizados 2.387 votos válidos, de 32.153 eleitores aptos no município. Esse número representa somente 7,4%. É importante salientar que o voto era facultativo.

Em Indaial, a votação ocorreu na Escola de Educação Básica Frederico Hardt. Toda a população com o título de eleitor em dia esteve convidada a votar. No total, foram computados 4.267 votos, dos quais 4.243 votos válidos, 20 nulos e quatro brancos.

No município de Benedito Novo, foram contabilizados 1.197 votos, com 1.185 votos válidos, sendo três em branco e nove nulos. A Comissão Especial Eleitoral do município coordenou o processo. As urnas foram distribuídas em três locais de votação: Escola de Educação Básica Teófi lo Nolasco de Almeida, no Centro; na Escola de Educação Básica Leopoldo Koprowski, em Alto Benedito; e na Escola de Educação Básica Tercílio Longo, em Santa Maria.

A eleição em Rio dos Cedros aconteceu no Centro de Educação Infantil Isabel Longo. Na ocasião, foram somados 1.555 votos válidos, cinco brancos e 10 nulos.

Em Rodeio, cinco locais de votação estiveram disponíveis para que a comunidade realizasse a votação: Salão da Igreja Rio Morto - bairro Rio Morto, Pavilhão São Virgílio, bairro Rodeio 50, Escola Básica Municipal Luigia Margherita Vota Ferrari - bairro dos Lagos, Escola Municipal Santo Antônio - Centro, Escola Estadual Francisco Benjamim Gallotti - bairro Rodeio 12. No total, foram contabilizados 2.574 votos válidos.

O colégio Frei Lucíneo Korte foi o local onde a comunidade de Doutor Pedrinho pôde exercer sua cidadania e escolher um entre os sete candidatos que concorreram à eleição.

Nos seis municípios da região do Médio Vale, cinco conselheiros por cidade foram escolhidos. O número está de acordo com a legislação, que diz que para cada grupo de 100 mil habitantes, deve existir uma unidade com cinco conselheiros (as) tutelares escolhidos pela população local, que atuam de forma colegiada, de acordo com as atribuições estabelecidas.

Os próximos cinco candidatos mais votados ficam de suplente para eventuais saídas ou trocas de conselheiros. O processo eleitoral teve apoio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), com fiscalização do Ministério Público (MP).

io Público (MP). A posse dos conselheiros tutelares será feita pelo prefeito municipal ou por pessoa por ele designada no dia 10 de janeiro de 2020, conforme previsto no parágrafo 2º do artigo 139 da Lei Federal nº 8.069, de 1990, do Estatuto da Criança e do Adolescente. O mandato é de quatro anos.


O Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar tem por objetivo agir quando os direitos de crianças e adolescentes forem ameaçados ou violados pela sociedade, Estado, pais, responsável, ou em razão de sua própria conduta. Em grande parte dos casos, a ação ocorre através de uma denúncia. Essa prática age em benefício ao menor que está sofrendo e acelera o processo de aconselhamento do mesmo ou dos pais. Ao órgão são encaminhados os problemas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, ao receber uma denúncia, passa a acompanhar o caso para melhor resolver o problema. A denúncia é anônima e pode ser feita pelo telefone dos conselhos da cidade.

Além disso, de acordo com a assistente social e vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Timbó, Eloise Betanin, o conselheiro tutelar também auxilia o Executivo na formação das políticas públicas, com relação de qual é a prioridade no município para a área da infância e da adolescência. "Então o papel é bem importante, é a ponta de atendimento com a população", completa.


Confira a lista de eleitos por município: 


Timbó

Thelma de Souza- 259 votos 

Grasiela Buzzi - 252 votos 

Rosângela Gumz- 218 votos 

Cristiana Giovanela- 206 votos 

Cleusa Von Bomel - 174 votos 


Rodeio

Roselene Ferrari Fruet  - 410 votos

Cleacir José Beninca - 388 votos

Arno Valentim Furlani - 298 votos

Maria Aparecida Adami - 271 votos

Joni Rogério Moser - 267 votos


Rio dos Cedros

Joseane Andreazza Borinelli- 239 votos

Eurilene Mariel da Silva Vicenzi - 237 votos

Milene Menestrina - 165 votos

Marlene Tafner - 158 votos

Emanuella Laisa Zanella - 152 votos


Benedito Novo

Sueli Becker Roeder - 215 votos 

Marcides Victor Klitzke - 191 votos

Jardel Perhsun - 182 votos

Dorli Dalva Longo - 151 votos

Janaina Linessa Carlini - 132 votos


Indaial

Ana Paula Knoth -352 votos

Priscila Jessica Camargo de Freitas - 336 votos

Marilene Miglioli Boaventura - 301 votos

Fabiana de Fatima Alves Roteles - 295 votos

Alidor Reiter - 236 votos


Doutor Pedrinho

Sonia Terezinha Viviani - 96 votos

Pedro Cezara Moraes - 69 votos

Marisia Judite Rozza - 39 votos

Edite Oliveira de Jesus - 32 votos

Margarida Faria Moser - 31 votos



jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png