EDITORIAS

ASSINE

ANUNCIE

Flores de Outono

Engenheira Florestal fala sobre os canteiros floridos nesta época do ano

Clarice Graupe Daronco / JMV
Foto: ANDRE SCHROEDER/PILO/JMV

TIMBÓ - "Podemos observar na nossa cidade de Timbó que os canteiros estão lindos, cheios de flores. Mas por que só em certas épocas eles estão mais floridos?". As colocações e questionamento é da engenheira Florestal, Adrielli Hedler.

Assim como ela questiona a profissional também responde: "Bem, isso acontece devido a alguns motivos, um deles é o clima mais seco, o que permite que as flores durem mais tempo. A chuva densa e contínua faz com que as flores estraguem mais rápido e apodreçam. Outro fator é o sol mais ameno, nesta época do ano já podemos perceber que o sol não é tão quente, e isso faz com que as flores dos canteiros fiquem mais viçosas e bonitas".

Adrielli observa ainda que a escolha das flores também faz total diferença. "É necessário escolher a flor certa para determinada estação do ano, assim elas florescem mais. E o mais importante de tudo: o plantio. O plantio feito com muito carinho e com adubação correta, resulta em um canteiro de flores maravilhoso. Por isso se os canteiros da cidade enchem os nossos olhos devemos isso aos homens que fazem o plantio".

Na questão de tipos de flores para esta estação do ano, que é o Outono, as mais recomendáveis são:

Boca de Leão: uma planta herbácea e anual que exige poucos cuidados. Seu nome está relacionado ao formato das flores, que lembram o focinho aberto de um leão. A Boca de Leão necessita de sol pleno onde, pelo menos, quatro horas diárias sejam de luz direta. O clima deve ser ameno. O melhor solo para cultivo é o arenoso, bem drenado, e rico em matéria orgânica. Precisa ser regada de duas a três vezes por semana nos meses quentes e uma vez por semana nas épocas frias. É indicada a adubação uma vez por ano.

Amor perfeito: floresce do meio do Outono até quase o início do Verão e pode ser encontradocom flores das mais variadas cores. Pode ser cultivado em canteiros, vasos e jardineiras de qualquer tamanho, em local ensolarado e com substrato rico em composto orgânico, solto e bem drenado. Seu ciclo anual se inicia com a semeadura no Outono.

Cravinas: é a miniatura do cravo, mas não é tão popular quanto ele. Estamos falando da cravina, pequena planta de fácil manutenção por sua resistência e duração. Aromática e atraente para as abelhas, essa flor-de-corte se caracteriza pela presença de uma vasta folhagem verde-acinzentada ou somente verde. As folhas ainda se destacam por serem afiladas e lanceoladas.

Begônia: é uma flor delicada e por isso gosta de um clima fresquinho para crescer saudável. Você pode cultivá-la em vasos médios e regá-las a cada três ou quatro dias dependendo da umidade, nunca deixe o solo da begônia encharcado. Se você seguir corretamente os cuidados a begônia pode florescer até três meses.

Rosa: conhecida como a rainha das fl ores, não é por nada que ela escolheu a época mais gostosa do ano para mostrar sua exuberância. As roseiras devem ser cultivadas em locais ensolarados e adubação deve ser frequente e a rega diária. 

Margaridas: não é por acaso que as margaridas são conhecidas também como flor de maio. O Outono é a época mais adequada para o plantio das margaridas por que a temperatura muito alta pode queimar suas pétalas. Flores fáceis de cultivar elas preferem solo seco e a rega pode ser feita regularmente.

Laço de Cetim: é outra florzinha que adora o Outono e você já deve ter visto ela florida na casa da sua avó ou sua tia. Essas flores de maio, como são conhecidas, também são cultivadas em ambiente de meia sombra com regas semanais e o solo bem drenado podendo ter na sua composição cascas de árvores.

Impatiens: também muito conhecida como maria-sem-vergonha, beijos ou não-me-toques, é uma planta herbácea de caules suculentos. Suas flores possuem um esporão de néctar e podem ser brancas, laranjas, vermelhas e de vários tons de rosa, ou podem também ser bicolores. Seus frutos são cápsulas que, quando maduras, se abrem rapidamente lançando as sementes longe. Este comportamento, que também ocorre quando os frutos maduros são tocados, lhe deu o nome popular não-me-toques, embora este nome também seja usado para outras plantas do gênero Impatiens que exibem frutos com esta mesma característica. Muito fácil de cultivar, é geralmente utilizada para formar densos grupos em jardins, grandes vasos ou jardineiras.

A profissional ressalta ainda que: "na hora de comprar suas flores peça ao atendente para indicar qual é a melhor flor para o seu canteiro qual a quantidade de sol que cada flor suporta, tipo de solo entre outras coisas que são necessárias para você ter um jardim lindo. Não esqueça também de se informar sobre qual é a melhor flor para locais que tem o risco de geada pois certas flores podem morrer".



jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png