EDITORIAS

ASSINE

ANUNCIE

Indaialense que mora na Alemanha cria podcast sobre saúde mental

Intitulado 'Projeto 36', iniciativa busca debater sobre a temática de forma leve e descontraída

Amanda Bittencourt
Foto: ARQUIVO PESSOAL

Com a motivação de levar até as pessoas um pouco mais de conhecimento sobre saúde mental, a indaialense Mey Füchter, que atualmente mora em Munique, na Alemanha, criou o podcast "Projeto 36" para tratar sobre essa temática.



Mey tem 33 anos e está há 10 anos morando em solo alemão. É formada em Administração e Comércio Exterior e hoje é atriz, podcaster e estudante de Literatura e Psicologia.

Segundo ela, a ideia do posdcast surgiu ao perceber que várias pessoas que sofrem com algum tipo de transtorno mental não tem o devido apoio e ajuda da família e amigos. "Muitos até não têm condições financeiras para procurar um profissional ou ainda sentem vergonha de expor seus problemas, por medo de serem rotulados como "fracos" ou "frescos"", menciona.

A iniciativa tem como foco principal debater sobre a saúde mental de uma forma leve e divertida, buscando acabar com o estigma de que terapia e psiquiatria são coisas de gente "maluca". "Buscar também ser o primeiro apoio na vida de pessoas que lidam com algum tipo de problema, que não sabem o que fazer e onde buscar ajuda. E claro, levar informação e troca de experiências para todas as pessoas que se interessam pelo assunto. Acredito que quanto mais gente falar e divulgar o tema, mais fácil será mudar os estigmas que permeiam nossa sociedade", completa Mey.

Mey lembra que sempre frisa e aconselha sobre a importância da busca por um profissional da área. "Conversar, estar presente, ouvir e aconselhar são muito importantes, mas não substituem o tratamento profissional".

Já foram publicados 20 episódios, sendo lançado um por semana. Mey entrevista profissionais da área de diversas localidades, para que possam compartilhar os mais diversos tipos de experiência.

Um dos seus entrevistados foi Luciano Potter, jornalista e comunicador na Rede Atlântida e muito conhecido por sua participação no programa diário "Pretinho Básico". "Acompanho a carreira do Potter há anos e vi ele amadurecer como homem e profissional. Sempre admirei a maneira como ele lida com tantas pessoas tóxicas e comentários negativos e depreciativos", comenta Mey.

A idealizadora do podcast também menciona que a saúde mental ainda é um tema tabu entre homens. "Por isso, quando soube que o Potter estava fazendo terapia, o contatei na hora para convidá-lo para o podcast. Ele é muito respeitado e admirado e acho importante termos pessoas assim compartilhando suas experiências e inspirando outros homens a buscarem tratamento profissional".

O Projeto 36 não possui fins lucrativos e Mey quer trazer a cada episódio novas experiências para atingir o máximo de pessoas possível. "Acredito que a troca de experiências é muito importante para o tratamento, pois no momento em que as pessoas notam que não estão sozinhas, conseguem se abrir com mais facilidade e assim facilitar o tratamento".



A logo do podcast apresenta uma balança formada por dois braços, o que representa que devemos nos manter em equilíbrio. Sobre o nome, ela menciona que por ser uma pessoa Borderline, sua vida tem sido sempre "8 ou 80". "A medicação e principalmente a terapia têm me ajudado a buscar uma vida mais leve e equilibrada. Então 36 sendo o número no meio de 8 ou 80, representa essa minha busca (equilíbrio)", finaliza.

Para ouvir o podcast Projeto 36, basta acessar as principais plataformas de áudio: Apple, Spotify, Deezer, Amazon e on-line pelo link anchor.fm/projeto36.



jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png