EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

' Viu, sentiu com paixão e cuidou dele'

Campanha da Fraternidade 2020 aborda compaixão e cuidado para com o próximo

Clarice Graupe Daronco / JMV
Foto: Divulgação

TIMBÓ - Já é tradição da Igreja no Brasil, anualmente, a quarta-feira de Cinzas ser um marco para duas frentes: a primeira, é o início da Quaresma, período preparatório de 40 dias para a Páscoa do Senhor, e a outra, a Campanha da Fraternidade (CF) 2020, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) desde 1964, que a cada ano reflete sobre uma temática específica, como família, políticas públicas, saúde, trabalho, educação, moradia e violência, entre outras.

Segundo informações do bispo da Diocese de Blumenau, Dom Rafael Biernaski, no site da Diocese, para a edição de 2020 da Campanha da Fraternidade, o tema escolhido foi: "Viu, sentiu compaixão e cuidou dele" (Lc 10,33-34) e o lema "Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso".

"Essa passagem bíblica é a clássica parábola do bom samaritano, que, além de ser referência para a CF deste ano, vai ao encontro da vida e missão de Santa Dulce dos Pobres, o "Anjo Bom da Bahia", a representação de um "bom samaritano", recém-canonizada pela Igreja Católica".

Dom Rafael Biernaski explica que a Campanha da Fraternidade é o modo com o qual a Igreja no Brasil vivencia a Quaresma.

"Há mais de 50 anos, ela anuncia a importância de não se separar conversão e serviço à sociedade e ao planeta. A cada ano, um tema é destacado e, assim, a Campanha da Fraternidade já refletiu sobre muitas realidades brasileiras. Bela inspiração para vivermos o tempo quaresmal. Coração convertido é coração disposto a cuidar da vida em todas as suas formas e expressões, desde a concepção até o seu término natural".

O bispo afirma que: "Em 2020, a Campanha da Fraternidade convida a olhar para a vida. Com o tema "Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso" e lema "Viu, sentiu compaixão e cuidou dele" (Lc 10,33-34), busca conscientizar, à luz da palavra de Deus, para o sentido da vida como dom e compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, casa comum. 'Não se pode viver a vida passando ao largo das dores dos irmãos e irmãs', diz um trecho do texto base. Ver, sentir compaixão e cuidar são os verbos de ação que irão conduzir este tempo quaresmal, para que possamos ver fortalecida a revolução do cuidado, do zelo, da preocupação mútua e, portanto, da fraternidade".

Dom Rafael Biernaski observa que: "Contemplando a realidade como discípulos e missionários, notam-se diversos sinais onde a vida não é valorizada como dom. Como o bom samaritano, coloquemos nossa vida à disposição do outro. Ver, aproximar-se, cuidar! Um cuidar que vai além dos primeiros socorros. Um cuidar que supõe acompanhar as situações, ir às causas. E partindo de Cristo, interpelados pelo convite que o Evangelho nos faz: servir, em cada irmão e irmã, aquele que é o Senhor da vida. Vida que é um intercâmbio de cuidados. Vida que é dom. Vida que grita hoje por fraternidade. Cuidado que brota da experiência pessoal e comunitária que fazemos com o Ressuscitado. Aquele que, vencendo a morte, nos chama a sermos sal da terra e luz do mundo. Compreendendo o anúncio do Evangelho como cuidado anunciamos com o testemunho de vida o amor de Cristo que gera continuamente vida nova. Como evangelizar no tempo quaresmal, vivenciando a Campanha da Fraternidade? Cooperando com aquele que diz: "Eu vim para que todos tenham vida e vida em plenitude".



jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png