EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

História e tradição vindas da Itália

14 Março 2019 19:28:00

Município de Rodeio comemora 82 anos de emancipação política

Bruna Laline Ramos
Foto: By Pilo

RODEIO -Em 14 de março de 1937, o município de Rodeio virava uma das mais importantes páginas de sua história: a conquista da emancipação política. Durante muito tempo Rodeio pertenceu a Blumenau, sendo repassado para Indaial no início do século XX e depois para Timbó, até que um grupo resolveu separar Rodeio, fato este que se realizou há 82 anos, com a emancipação.  

Localizado a 195 quilômetros da capital catarinense, o município de Rodeio foi fundado no ano de 1875 por imigrantes italianos vindos do norte da Itália. Conforme consta no histórico do município de Rodeio, disponível inclusive no site da Prefeitura, inicialmente vieram 114 famílias, que partiram de Trento em viagem de trem. Depois seguiram em navios até aportar no Rio de Janeiro e depois em Itajaí para serem conduzidos até Blumenau, em carroças. De Blumenau, eram conduzidos a pé até Timbó, a fim de escolherem seus lotes de terra em meio à floresta virgem.

A primeira estrada aberta no meio da mata foi chamada de Picada de Rodeio, feita a golpes de facão e machado. Ali os imigrantes ocuparam suas colônias, às margens do rio Itajaí-Açu, onde construíram suas primeiras choupanas de madeira bruta, cobertas de folhas de palmitos, suas primeiras residências provisórias e ali trataram de derrubar a mata para as primeiras plantações.

A Picada de Rodeio, atalho estreito no meio da floresta, passava por Timbó, Indaial e Blumenau, em condições muito precárias. As viagens eram feitas a pé, a cavalo ou em carroças alugadas, em caminho acidentado, mas, aos poucos, as picadas foram sendo alargadas e interligadas, para melhorar o trânsito.

Os fundadores que iniciaram a colonização eram, em geral, famílias de camponeses e artesãos. Eles herdaram da Itália uma cultura sólida baseada na fé católica, na obediência à Igreja e na preservação dos valores da família. O trabalho era condição essencial de sobrevivência e de luta para o domínio da terra ou dos trabalhos artesanais.

Ainda de acordo com dados obtidos no site da Prefeitura, a primeira missa em Rodeio foi celebrada em 1876 na casa dos moradores. Em 1899 foi realizada a bênção do primeiro grande templo católico, a Igreja Matriz de São Francisco de Assis. Em 1901 foi instalado o Noviciado da Ordem Franciscana e em 1915 surgiu a Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas.

Em 1919 foi inaugurada uma Usina Elétrica, que forneceu energia às moradias até 1930. Em seguida, Rodeio passou a receber energia elétrica da Usina Salto de Blumenau. Nos anos seguintes, uma Agência Postal foi instalada em Rodeio e, anexo a esta, começou a funcionar uma Estação Telefônica - Telegráfica.

Em 1942 foi fundado o Grupo Escolar Osvaldo Cruz, primeira escola pública estadual brasileira em Rodeio, em substituição à Escola Italiana, pois a colônia encontrava-se em pleno processo de nacionalização da Língua Portuguesa. No início, o Grupo Escolar recebeu uma equipe de professoras de Florianópolis para suprir a necessidade de formação brasileira.

Atualmente com 11.502 habitantes e ocupando uma área de 130 quilômetros quadrados de extensão territorial, a cidade continua preservando a identidade cultural e tradições de seus imigrantes que colonizaram a Picada de Rodeio. Do ponto de vista topográfico, a cidade tem potencial turístico significativo, onde as paisagens retratam a bela natureza preservada. Do ponto de vista cultural, o povo é um legítimo representante de valores que se integram na música, na culinária, na arquitetura e nos aspectos sócio-linguísticos, cujo dialeto ainda é preservado em muitas famílias.

Comemorações

Ao comemorar os 82 anos de emancipação política, o município de Rodeio preparou mais uma grande festa, que iniciou na noite desta quinta-feira, dia 14 e segue até domingo, dia 17, na Vila Italiana, no Centro da cidade. Neste ano, a atração principal do evento ficará por conta da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, que subirá ao palco na noite de hoje, dia 15.

Já no domingo, último dia da festa, a programação contará com desfile temático, 4º Encontro das Famílias de Rodeio, Santa Missa, Torneio de Môra, premiação da 23ª Olimpíada dos Bairros de Rodeio, almoço típico italiano, tarde dançante e apresentação de Chiquito e Bordoneio, encerrando a programação.

Em todos os dias da festa terá praça de alimentação com comida italiana e churrasco e Feira Comercial aberta para visitação. A entrada é gratuita, sendo cobrado ingresso apenas para a noite do show de Zezé Di Camargo e Luciano.



Imagens



jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png