Melhorias com foco na humanização

30 Junho 2017 15:29:13

“A Associação de Senhoras dos Rotarianos de Indaial – Casa da Amizade juntamente com demais entidades e pessoas anônimas emprestaram seus serviços voluntários e contribuíram para que esta obra fosse concluída e entregue à Associação Beneficente Hospital Beatriz Ramos – A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana (Franz Kafka)”.

Clarice Graupe Daronco / JMV
INDAIAL---HBR01-(9).jpg
Foto: FOTO/BETO/FOTOGRAFIAS

r

INDAIAL – “A Associação de Senhoras dos Rotarianos de Indaial – Casa da Amizade juntamente com demais entidades e pessoas anônimas emprestaram seus serviços voluntários e contribuíram para que esta obra fosse concluída e entregue à Associação Beneficente Hospital Beatriz Ramos – A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana (Franz Kafka)”. Essas são as palavras que estão registradas na placa que foi colocada na entrada da Maternidade do Hospital Beatriz Ramos (HBR) de Indaial.
Em entrevista à redação do JMV, a presidente da Casa da Amizade, Ariane Batista da Silva, relata que na noite do dia 26 de junho, foi realizada a entrega do quarto coletivo do alojamento conjunto/Maternidade que atende aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com Ariane, a Casa da Amizade está envolvida há dois anos nesse projeto. “Na primeira etapa foi feito o projeto de humanização, levantamento de necessidades e confecção de orçamentos e também a aquisição de seis novas camas para esse setor, como também a aquisição de quatro aparelhos de ar condicionado. Na segunda etapa, foram feitos alguns ajustes no projeto juntamente com a arquiteta, Priscila Kannemberg, para a sua viabilização”, explica ela.
Segundo Ariane, o quarto comporta seis leitos e dois banheiros, além de toda a pintura, ar condicionado, iluminação, aparelhos de TV, poltronas para acompanhantes, persianas, balcão de trocador com instalação de torneira especial, aquisição de biombos para isolamento dos leitos, mesas de refeição, cadeiras e a execução de toda a parte da marcenaria, além de melhorias nos banheiros. “O valor investido nesse projeto foi de aproximadamente R$ 34.000,00”.
Questionada sobre o porquê desta ação, Ariane explica que quando visitaram o quarto, viu-se que alí estava a oportunidade em fazer um bem maior para a comunidade. 
A arquiteta, Priscila Kannemberg, conta que foram realizadas várias pesquisas de referências para a elaboração do projeto com base em alguns conceitos: necessidades e demandas dos usuários; regras e normas técnicas; investimento acessível e que permitisse fácil manutenção e uso considerando princípios de humanização dos espaços hospitalares: segurança, flexibilidade, individualidade, assim como uma luz individual e a possibilidade de isolamento através de biombos móveis se necessário. “Está comprovado que a arquitetura, aliada claro, ao atendimento, pode ajudar na melhora dos pacientes e fazer com que a fase no ambiente hospitalar seja o mais agradável possível”, observa a profissional ao destacar que além destas questões técnicas, foi projetado um espaço inovador na região, principalmente por se tratar de um quarto do SUS, permitindo um ambiente acolhedor com conforto necessário para esse importante momento. “Estamos muito felizes e realizados por fazer parte desse projeto que teve como objetivo melhorar as instalações do HBR e acreditamos que será o início de uma mudança, que passa primeiro pelas pessoas e é para elas que participamos desse projeto com tanto carinho”. 

jmv sim
SOSDesaparecidos.fw.png
Anuncio-Vendas2-01-01.jpg
Logo_ JMV.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina