EDITORIAS

New-01-01.png

ASSINE

assi-01-01.png

ANUNCIE

Vegano e Vegetariano

Profissional fala sobre os dois estilos de vida que têm como forte influência os tipos de alimentos que consomem

Clarice Graupe Daronco / JMV
Foto: Divulgação

TIMBÓ - "Não é raro que exista confusão entre os dois termos, e comigo não foi diferente!". Com essa colocação a personal Health Coach, Jaci Bloedorn fala à redação do JMV sobre um novo estilo de vida focado no tipo de alimentos que consomem.

Estamos falando dos veganos e dos vegetarianos. "Me vi perdida diante de tantas vertentes diferentes, porque, embora não se trate de nada recente, foi só nos últimos anos que estes tipos de dietas se tornou popular. O assunto é megainteressante, então, fui pesquisar e repassar informações quentinhas", destaca a profissional.

Jaci explica que até bem pouco tempo, vegetarianos e veganos eram vistos como "gente estranha com hábitos esquisitos". "Mas, nos últimos anos, vegetarianos e veganos se tornaram mais numerosos, com tendência de crescimento acelerado. Muito além das escolhas alimentares estas dietas são também estilos de vida, seja por motivos éticos, espirituais, ou, simplesmente, para viver uma vida mais leve".

Os vegetarianos, observa a profissional, são conhecidos por não se alimentarem de carne (vermelha ou branca). "Mas o grupo ainda pode ser subdividido em três: ovolactovegetarianos, que não se alimentam de carne, mas comem ovos e derivados do leite; lactovegetarianos, que não se alimentam de carne nem de ovos, mas consomem laticínios, e vegetarianos estritos, aqueles que não consomem carne, ovos e nem derivados do leite".

Já os veganos, ressalta Jaci, são aqueles que não se alimentam de nenhum produto de origem animal (carne, ovos, leite e derivados, mel), bem como não consomem nenhum tipo de produto que derive de animais ou de sua exploração, como couro, cosméticos e produtos de limpeza testados em animais. "Existe uma ideologia bastante forte ligada à causa animal e ambiental entre esse grupo, que vem crescendo bastante nos últimos anos".

 A profissional destaca que ao contrário do que algumas pessoas ainda acreditam, estes tipos de dietas são muito saudáveis, desde que a pessoa se alimente corretamente. "Segundo estudos já realizados sobre o tema, dietas livres de gordura animal e de carne vermelha resultam em uma melhora significativa da saúde e da qualidade de vida. Além de prevenir doenças como diabetes tipo II e encrencas que vão de câncer a infarto".

Jaci comenta que muitos estudos científicos já foram realizados para verificar, não apenas os benefícios para a saúde, como também a segurança de dietas tão restritivas como a vegetariana e a vegana. "Quando uma pessoa decide banir do cardápio carnes, ovos e leite, ela abre mão de fontes de vitaminas e proteínas muito importantes para o pleno funcionamento do organismo humano. Não à toa, recomenda-se que veganos e vegetarianos façam acompanhamento médico e nutricional, justamente para garantir que sua saúde não esteja exposta a riscos".

A profissional afirma ainda que: "aderir a estes tipos de dietas e estilo de vida não é garantia de quilos a menos nem proteção total contra doenças. Pois tudo depende das escolhas na hora de montar o cardápio e das quantidades que você vai consumir. Uma das principais substituições dos produtos de origem animal é do grupo dos carboidratos. Se você ingerir enormes quantidades de carboidratos, mesmo que tenha excluído gorduras e proteínas animais do seu cardápio, pode ser que você acabe ganhando peso. Portanto para não ser vítima de trocas sabotadoras, contar com orientação nutricional deve ser o primeiro passo da mudança".




jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png