Prepare-se para a Black Friday com orientações do Procon de Timbó

Redação
Foto: Divulgação PMT

As promoções da Black Friday aqui no Brasil se estendem durante todo o mês de novembro, se intensificando ainda mais na última semana do mês, principalmente na sexta-feira, já que é nessa data em que os produtos estão com as melhores ofertas, ou pelo menos deveriam estar.

A Black Friday surgiu nos Estados Unidos e foi adotada aqui no Brasil como uma forma de os lojistas eliminarem estoques parados e movimentarem o comércio no fim de ano. Em 2021, o dia D da megaliquidação é nesta sexta, dia 26 de novembro.

Muitas lojas, seja no comércio online ou físico, oferecem preços que fazem os olhos brilharem. Mesmo parecendo uma promoção boa e confiável, o consumidor deve ficar atento para não cair em golpes e acabar ficando insatisfeito com sua compra.

O Procon de Timbó, por meio do coordenado Osvaldo Brodwolf, destacou algumas dicas importantes para maior segurança ao consumidor nessa data. Segundo informações, desde que a Black Friday chegou ao Brasil, a iniciativa tem sido alvo de críticas, pois muitos estabelecimentos acabam por maquiar os preços. "É comum utilizar a expressão "metade do dobro" para constatar a ocorrência de preços promocionais que, na verdade, sofreram um aumento para então ser aplicado um desconto", completa.



Confira as orientações:

Pesquisa de Preço

Realize uma pesquisa de preço nos produtos que deseja adquirir em outros estabelecimentos e lojas (on-line ou não). Verifique se o preço está de acordo com o apresentado no mercado.

Há ferramentas, como o site Zoom (www.zoom.com.br), onde é possível pesquisar o produto e o seu histórico de preços, verificando se houve algum aumento no valor nos dias antecedentes a Black Friday.


Qualidade

Se o desconto for muito alto, certifique-se de que as peças colocadas à venda não são de mostruário (que geralmente possuem alguns defeitos), obsoletas ou apresentam qualquer tipo de problema ou característica que reduza o seu valor.


Estabelecimento

Um cuidado importante, principalmente com compras pela internet, é com relação a idoneidade e confiabilidade da loja. Consulte e verifique a reputação da loja, até mesmo sua existência real. Isso que pode ser feito em portais on-line, como o Reclame Aqui e no site consumidor.gov. Verifique se a loja possui endereço físico, número de CNPJ, informações de contato e canais de relacionamento com o consumidor. Caso não tenha, pode ser considerado arriscado comprar qualquer coisa ali.

Fique atento nos comentários na página do produto que quer adquirir. Lá terão várias experiências de outras pessoas que já adquiriram o produto.

Imprima as páginas com a oferta do produto, suas características e informações sobre a garantia. Preste atenção ao prazo de entrega. Tudo o que é ofertado, deve ser cumprido pela loja, sob pena de incorrer em ilícito perante o Código de Defesa do Consumidor.


Não comprar por impulso

Por fim, mas não menos importante, evite realizar compras por impulso, apenas porque achou a oferta imperdível. É exatamente esse o objetivo das lojas: fazer com que as pessoas, tomadas por um sentimento repentino, comprem seus produtos.

Planeje, pesquise e verifique sua compra para evitar arrependimentos, endividamentos desnecessários e problemas futuros.


O Procon esteva visitando o comércio de Timbó  na segunda-feira, dia 22 de novembro. O serviço será intensificado ainda mais na sexta-feira, dia 26, quando os profissionais do órgão estarão nas ruas fiscalizando os preços e orientando os consumidores. Caso verifiquem alguma irregularidade na prática de preços será feito o auto de infração. O consumidor que tiver alguma dúvida, pode entrar em contato com o Procon, no telefone 47 3399-0574


*Com informações do Procon e Prefeitura de Timbó


jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png