Turismo: Circuito Vale Europeu Catarinense

Clarice Graupe Daronco
Foto: CINTIA KAESTNER KOPSCH

"O Circuito de Cicloturismo foi criado em 2006, projeto este resultado do trabalho em conjunto do poder público, Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (Cimvi) e da iniciativa privada Associação de Desenvolvimento do Turismo Ecológico do Vale Europeu - Vale Europeu, que possibilitaram a estruturação e promoção dos atrativos. Atualmente o Cimvi faz a gestão e manutenção dos circuitos do Cicloturismo e do Caminhante, através do setor de Cultura, Esporte e Turismo". As informações são da gestora de Serviços de Cultura, Esporte e Turismo do Cimvi, Arlete Regilene Scoz.

A gestora relata que o Cicloturismo foi quem alavancou o segmento no setor de serviços ao turismo, sete dias que percorrem 300 quilômetros (km) por estradas de terra nas áreas rurais e urbanas é autoguiado, sinalizado com setas amarelas, placas orientativas e navegação em GPS, é o primeiro Circuito Organizado e Planejado para o Cicloturismo no Brasil.


 Dimensão do circuito

O Circuito possui vasta diversificação de atrativos ao longo do percurso, apresentando graus de dificuldades de um a cinco e é recomendado para quem pratica o pedal. O roteiro com opcionais possui 330 Km, a média a ser percorrida em sete dias é de 40 a 50 km/dia. O Circuito percorre nove cidades iniciando em Timbó seguindo para Pomerode, Indaial, Ascurra, Apiúna, Rodeio, Benedito Novo, Doutor Pedrinho, Rio dos Cedros e finalizando em Timbó.

Na etapa Timbó/Rio dos Cedros/Pomerode são 43,100 km, com início no Jardim do Imigrante. O Complexo onde inicia o percurso apresenta a construção de um dos moinhos da época que impulsionaram a economia da cidade, transformado no Complexo Turístico Jardim do Imigrante. A estrada de terra alcançada no percurso de Timbó passa pela cidade de Rio dos Cedros, no caminho está a Igreja Nossa Senhora do Caravaggio e várias casa típicas da época da colonização italiana. Finalizando na cidade mais alemã do Vale Europeu, Pomerode, o percurso finaliza na Rota Enxaimel, a arquitetura alemã, cultura do plantio e o falar desse povo que colonizou a cidade está presente no dia a dia e nos museus que guardam toda a história do desenvolvimento. Tem o terceiro zoológico mais antigo do Brasil, a arte da falcoaria, gastronomia, belas porcelanas, Vila Encantada, passeios de charrete, trem de rodas, rotas culturais e passeios na Natureza.


CINTIA KAESTNER KOPSCH/



Diversos pontos turísticos

Já na etapa Pomerode/Timbó/Indaial o percurso é de 40,2 Km. Este dia, o pedal será pelos bairros de Wunderwald e da Mulde (Timbó) no percurso belos jardins ladeiam o caminho e você terá a primeira opção de desvio da rota e conhecer um ponto turístico, o Morro Azul. O desvio totaliza 14 km, somando a ida e volta pelo mesmo caminho, há opção de camping na chegada. Você poderá aumentar um dia a sua viagem e curtir com calma o visual maravilhoso no topo da montanha.

Ao cruzar a Ponte dos Arcos, símbolo da cidade, você finaliza a etapa. Em Indaial, cidade colonizada pelos italianos, alemães e poloneses, é possível conhecer o museu da linha férrea que passou por Blumenau/Indaial até a cidade de Ascurra. As igrejas históricas, católicas, evangélicas e luteranas impõem que a fé é mantida até os dias atuais.

No terceiro dia segue-se a etapa Indaial/ Ascurra/Apiúna/Rodeio num percurso de 46 km. O rio Itajaí-Açú, principal rio da região que corta várias cidades do Circuito e considerado o melhor para a realização dos esportes de aventura como o rafting, acompanhará todo o percurso nessa etapa até a cidade de Apiúna. O caminho é pelo bairro Ilze que liga Indaial à cidade de Ascurra, colonizada por italianos, igrejas, casas em estilo italiano são os atrativos na cidade, mas os atrativos naturais são diferenciados e despertam a curiosidade, a Serra da Leoa uma fenda arqueológica Cruz e Pedra e o Sítio das Andorinhas, seguindo pelo bairro Guaricanas o percurso leva à cidade de Apiúna, retornando para Rodeio pelo mesmo percurso.

No quarto dia a etapa Rodeio / Benedito Novo e Doutor Pedrinho num percurso de 41 km. Esta é uma das partes altas do circuito, oito km de pedal puxado, mas o caminho é muito bonito, em meio à natureza estão 64 anjos e um Cristo de 9m de altura estendendo os braços. Seguindo estará a capela Nossa Senhora de Lurdes e mais 6km de pedal pesado terminará a subida. Sinta o vento e surpreenda-se com a maior tirolesa das América do Sul, nesse ponto está a fronteira entre as cidades de Rodeio e Benedito Novo. O caminho é mais suave a partir dali, desviando por 8km do percurso está a Cachoeira do Zinco, com 70m de altura, ali você tem a opção para pernoite e jantar, previamente agendado, na Pousada Campo do Zinco. A natureza premiou essa cidade com várias cachoeiras e atividades de rapel, canyonismo, trilhas ecológicas e grutas.


CINTIA KAESTNER KOPSCH/



Espetáculo da natureza 


No quinto dia segue-se na etapaDoutor Pedrinho / Alto Cedrosnum percurso de 30,40 km. Ao iniciar o pedal em Doutor Pedrinho há duas alternativas o caminho pela Cachoeira Véu da Noiva ou pelo caminho da Gruta Santo Antônio e aproveite para conhecê-los, a natureza desenhou esse caminho com vistas magníficas. O caminho leva para a Barragem de Alto Cedro, o espetáculo da natureza o aguarda, na região dos lagos. A Barragem do Pinhal, com 18.000.000m³ de água represada em uma extensão de 14km, para geração de energia das usinas da celesc. Várias espécies de pássaros, bromélias, as araucárias, podem ser observados, além da exuberante vegetação. Belas cachoeiras para visitação estão nesta localidade, há camping, em algumas pousadas dependendo da altura da água na barragem é possível passeios de barco.

No sexto dia desenvolve-se a etapa Alto Cedros / Palmeiras num percurso de 37,40 km. O pedal continua como na etapa anterior, contornando a represa, há dois caminhos a seguir neste dia via Mergulhão ou Via Pedra Preta. Afastando-se da represa o pedal fica mais pesado e íngreme, proporcionando avistar um imenso tapete verde de mata atlântica, paredões de pedra e a segunda barragem. A Barragem do Rio Bonito, em Palmeiras, possui 32.000.000m³ de água represada em 9km de extensão. o fluxo de veículos é mais intenso na alta temporada no verão e feriados. A água represada formou ilhas e penínsulas verdes que irão aparecendo durante o pedal.

No sétimo dia a etapa Palmeiras / Timbó num percurso de 53 km. Esta é a última etapa de pedal, descidas íngremes, recompensa dos dias anteriores, mas ainda há uma subida longa e pesada, na localidade do Rio Cunha, após a localidade de Cedro Alto. Antes de finalizar o pedal há mais uma ponte de madeira coberta para conhecer e um riacho para se banhar e amenizar o cansaço do pedal. Saindo de Rio dos Cedros o caminho cruza parte da cidade de Benedito 


jmv_transparente.png
Editora Jornal do Médio Vale
R. Caçador, 406, Bairro das Nações, Timbó - SC,
89120-000 | Telefone (47) 3382-1855
Sobre o Jornal | Expediente | Assine | Anuncie
icon_facebook.png
icon_youtube.png